Profano o espaço. que será. seja. um caminho. vereda de memórias.

terça-feira, 4 de março de 2008

Maria Gabriela LLansol

.... em A., tão estável, pressinto uma mutação: ele entrega-se a um certo sofrimento, abre-se. O que é o abandono, e ponto de passagem. Confirma-se que um pouco de nenhuma coisa nos é revelado. Passeio com Jade damos sempre o mesmo passeio e esta cidade, quase um burgo, parece o meu lugar natural de nascimento. Onde vamos todos ? À noite, queimo ervas odoríferas e eucalipto, o meu texto tem sido um pouco abandonado, e o de Augusto também.
TEXTUAL é PRUNUS TRILOBA que florirá. Escuto muitas vezes esse arbusto , que se mantém direito a meio da fachada da casa. É Outono, o meu primeiro Outono numa casa minha que tenha um jardim. A ramaria , ainda jovem, de PRUNUS TRILOBA, espalha conceitos sobre o ar, conforme penso. Spinoza enunciou que as palavras só tem significação precisa em virtude do uso habitual que fazemos delas. Quando terá Prunus Triloba a força suficiente para se tornar um Uso Habitual?

in finita .... Maria Gabriela Llansol (2008)

5 comentários:

anad disse...

para quando um livro seu de poemas?
Anad

isabel mendes ferreira disse...

do sofrimento. da ausência. das não correntes instaladas.

de fora dos circuitos.


a fabulosa LLansol.

discreta enorme.
in.finita Sim. Z.

___________________

que seja.


sempre.


é.
será.


beijo.

alexandrecastro disse...

vim retribuir a visita e confesso que gostei do que por aqui se respira.
abraço

hora tardia disse...

obrigada.pela leitura na H.T.

não acho. mas devo ser apenas eu a não gostar especialmente. o conto ou a aproximação a ele não é mesmo comigo.


.
boa noite.

isabel victor disse...

"a fabulosa LLansol.

discreta enorme.
in.finita Sim."


Cito IMF, igualmente escritora.imensa, sim

deixo-(lhe)um beijo * cordial